quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Vitor Gaspar: um ministro brutal

Falhou em todas as suas medidas, falhou em todas as suas previsões. Fala com a gravidade de quem faz um exame da próstata aos portugueses, mas ainda não reconheceu que falhou. As suas terapias levaram ao estrangulamento de empresários e das famílias, mas nunca apresentou um significativo programa de corte na despesa pública.

É o próprio ministro que classifica como "aumento impressionante", o que vai exigir nos impostos dos portugueses. As pessoas estão decepcionadas, desmotivadas, sem esperança. E os mais descontentes são os que confiaram que este Governo iria ultrapassar o caos deixado pelo anterior.

É tudo brutal, não sei o futuro, mas o presente é negro.

Sem comentários:

Publicar um comentário