domingo, 19 de maio de 2013

Sugestões para a semana (10-2013)

Livros

"Lionel Asbo", Martin Amis, Quetzal, 317 páginas. Desde que li o "Money", Martin Amis faz parte da minha lista de autores que compro sempre que é editado algo de novo. Este é o último e é satírico. Como o dinheiro, muda ou não muda, uma sociedade inglesa ávida de fama.

"Aprenda com a Mafia", Louis Ferrante, A Esfera dos Livros, 285 pág. É um daqueles livros engraçados que dá conselhos a gestores, este baseado na Mafia, pois o autor a ela pertenceu. Querem um exemplo: «Os mafiosos, tal como os empresários, sabem que é inteligente dar, sobretudo quando o acto é acompanhado pela comunicação social»

"O Chalet das Cotovias", Carlos Ademar, Parsífal editora, 328 pág. Marquem este livro para levar para a praia. Agarra num caso verídico, daqueles que o regime de Salazar ocultava, tal como ocultava as suas preversões, e segue uma narrativa  envolvente com PIDE e o nosso Portugal dessa altura à mistura.

Cinema

Os Inadaptados (Vidas Rebeldes - The Misfits) - uma edição em video, mas espanhola com legendas em português, do clássico filme maldito, que pouco depois da sua rodagem viu partir para outro mundo as suas três grandes estrelas principais: Clark gable, Montgomery Clift e Marilyn Monroe. É um grande filme

Blow-Up, História de um fotógrafo´- Foi o grande sucesso comercial do Michelangelo Antonioni. Passa na RTP2 na terça-feira às 22h. Para quem nunca viu, não perca a oportunidade. Porque o cinema hoje em dia tem poucos génios e Antonioni era um deles.

A Piscina-  À beira da piscina, Jacques Deray, filma o idílio amoroso de Alain Delon com Romy Schneider , até chegar um ex-amante dela...Passa no ARTE na quinta-feira à tarde, mas está na FNAC num edição que se chama essenciais do cinema francês e tem mais dois filmes: "Les Félins" e "Vie Privée".

Documentário

No ARTE, "A V Répública e os seus monarcas", quinta-feira às 21.20. A evolução desde 1958, com De Gaulle, dos presidentes franceses.

Séries

Das coisas novas volto a destacar o "Hannibal", no AXN, com uma densidade fenomenal, uma fotografia primorosa, grandes diálogos e dois actores sensacionais: Mads Mikkelsen e Hugh Dancy; gosto do Jean Reno e por isso gosto de "Jo", na Fox, boa produção centrada em Paris.

Música

Depeche Mode. O regresso em boa forma dos grandes da pop com "Delta Machine". Boas canções, boas malhas.

Restaurante

O Castro - na Elias Garcia, do lado da Gulbenkian, um restaurante simpático, arejado, bom para almoçar (nunca jantei lá), ainda com traços de cozinha de chef mas sem exageros. Por outro lado, por falar em "chefes", na quinta-feira jantei na hamburgueria do Sá Pessoa, ao pé do Lux, e achei o ambiente e decoração simpáticos, mas o hamburguer é banalíssimo e foi demorado. Já tinha odiado o "Alma", mas para não dizerem que tenho algo contra este "chef", tenho saudades do seu programa de culinária na RTP2, ali ele era bom e o programa era serviço público.

Sem comentários:

Publicar um comentário