domingo, 19 de maio de 2013

Vitor "bunga bunga" Gaspar

Ontem escrevi no meu mural do Facebook que «a política portuguesa não tem piada porque não há festas bunga bunga». Mas em certos casos, até acho que era preferível.

Preferia que o Vitor Gaspar se distraísse com uma "Ruby" qualquer cá do burgo (respeitando a sua família), se libertasse da sua pose eremita e da sua prosa ascética, largasse o excel que só o transtorna e abandonasse o seu nazismo fiscal que só prejudica pessoas e empresas afundando o País.

Mas como comentou com graça uma amiga minha excelente jornalista, cá só temos «troika troika».

Sem comentários:

Publicar um comentário