terça-feira, 24 de setembro de 2013

Lisboa teve uma campanha miserável e merecia melhor

É lamentável que a campanha autárquica em Lisboa esteja a acabar e a melhor oposição foi a de cidadãos anónimos nas redes sociais. Nada se discutiu, não vi uma ideia nova nem uma crítica contundente. É triste. 

Costa está há seis anos à frente da edilidade e, para lá turismo - cada vez mais autónomo da câmara -, tivemos uma mão cheia de nada. Mas citando João Soares, numa famosa frase do passado, parece que António Costa «tem mel». É um ungido pelos media que tiraram Lisboa da agenda como era da sua conveniência.

António Costa fez esta campanha na passadeira vermelha, sem críticas, sem o dedo na ferida de uma cidade que nunca esteve tão suja, obras que não fazem sentido, reabilitação urbana ZERO, brincadeiras no Marquês e Avenida de Liberdade que foram uma desgraça, promessas assumidas e não respeitadas.

Parecia que o bloco central dos interesses quer que  a Câmara Municipal de Lisboa fique assim. É lamentável como lisboeta que nenhum candidato desse nas vistas pelas críticas nem por propostas construtivas. Daqui a 4 anos, está escrito nas estrelas, algo vai ser diferente. Tem de ser.

Sem comentários:

Publicar um comentário