quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Reabertura do caso Maddie

É um processo que se arrasta há demasiado tempo, é um bom instrumento de "spin" para abafar outros assuntos da agenda mediática e é um dos grandes embustes do qual ouvimos há muito.

Há tantas crianças desaparecidas no mundo, tantas crianças que são traficadas e escravizadas, mas parece que só esta criança, especificamente, mobiliza a atenção de alguns poderes.

Considero uma vergonha estes avanços e recuos - agora o Ministério Público vai reabrir este processo - lançam-se uns retratos-robot para capas de jornais sensacionalistas e aqueles pais que me parecem pessoas extremamente frias voltam à ribalta.

Todos viram este espectáculo que se tornou um circo, todos têm na sua opinião uma visão do caso e todos têm também a suspeita do que aconteceu. A minha é idêntica à da maioria dos portugueses, mas não a quero dizer.

O Governo inglês e a Scotland Yard envolveram-se fortemente, se calhar, como nunca o fizeram antes com outra criança, porque um assessor dos pais fez parte da equipa de comunicação de Downing Street.

Este caso é cansativo, tem barbas, engana quem quer, mas mantém-se à tona da água. É a todos os títulos vergonhoso o tempo que com ele os media perdem, mas vende. É esse o segredo do renovado interesse.

Sem comentários:

Publicar um comentário