segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Como se ganha um jogo com comunicação (Porto-Benfica)

No futebol, a maior parte do resultado constrói-se com golos na baliza e uma gestão táctica adequada. Mas não só.

Ontem, no Porto-Benfica, Jorge Jesus falhou na estratégia de jogo. Augurei a várias pessoas uma cabazada do Porto. E reforcei a minha ideia quando vi Sidnei na equipa e a ausência de Saviola.

Mas estive atento durante a semana a outro palco onde, psicologicamente, se ganham jogos: A Imprensa.

E a verdade é que já aí a inteligência emocional e o discurso rasgado de Villas-Boas deram cartas. Jesus já carregava os seus jogadores que este era um jogo muito importante e decisivo. O "ruivo", pelo contrário, jogava com o orgulho e a vingança e fazia os jogadores lembrarem-se do que se passou nos túneis na época passada.

Também neste tabuleiro o Porto ganhou à vontade.

Sem comentários:

Publicar um comentário