quarta-feira, 25 de abril de 2012

25 de Abril sempre!

Agradeço aos militares a forma como gizaram uma revolução sem sangue e que nos libertou de mais de 40 anos do garrote de uma ditadura provinciana, de lápis azul afiado.

Não agradeço o tempo que os militares demoraram a sair da vida política e isso só aconteceu com a extinção do Conselho da Revolução. Não agradeço as tentativas de desvios comunistas, sobretudo com Vasco Gonçalves, nem agradeço o terror das FP 25, que teve em Otelo o seu ideólogo.

É bom respirar em democracia, poder ter liberdade de expressão, poder ter os costumes que bem entendemos. É bom que o ideário de Abril esteja sempre presente e é bom que a classe politica não se preocupe com negócios e com aquelas organizações pseudo-secretas e que minam e corroem a nobreza da política.

Abril foi a libertação da sociedade civil e ela só é forte quando tem capacidade de livre opinião e é respeitada por quem a governa. A democracia é dos cidadãos e são eles que devem estar na primeira linha das preocupações de quem governa. Só assim haverá Abril sempre!

Sem comentários:

Publicar um comentário