sábado, 28 de abril de 2012

Obama na Rolling Stone: o candidato mais "cool"

Depois de se ter entrado na luta pelo eleitorado feminino, com erros de uma consultora Democrata, e com a mulher de Mitt Romney a marcar pontos porque não teve profissão pois dedicou-se à família, um valor fundamental na comunicação política, entramos na juventude.

Num episódio de "The Good Wife", um estratega político dizia que era importante para um candidato ser "cool". Romney em que muitos enxergam um robot, tem pouco desta valência, Obama já tem esse lastro de "cool" desde 2008.

Agora, dá entrevista à "Rolling Stone", relembra as vezes que cantou (mas não encantou) e começa a ganhar onda no eleitorado mais jovem. Bill Clinton tocava saxofone, Obama só entoa o "sweet home Chicago", mas é capaz de chegar.

Sem comentários:

Publicar um comentário