sábado, 8 de setembro de 2012

Contra a hipocrisia sobre Adriano Moreira

Não sou de hipocrisias. Nos últimos dias assistiu-se a uma veneração do prof. (também foi meu) Adriano Moreira. Reconheço que é uma criatura inteligente e genial, mas não me esqueço que foi um delfim de Salazar e foi um homem da ditadura do Estado Novo. Ser velhinho ajuda a construir uma imagem simpática, mas a memória de um povo deve ser mais importante.

Sem comentários:

Publicar um comentário