terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Public Affairs

Por vezes não basta a notoriedade conquistada ou a reputação adquirida pelos clientes. É necessário algo mais, o factor fundamental que é o acesso aos canais de influência e que fazem interagir diversos protagonistas e empresas.

A área de Public Affairs é tida como uma zona cinzenta, recheada de sombras, de contactos opacos. Mas, pelo contrário, é um dos campos de maior actuação das Relações Públicas, em que se promove o contacto entre diversos agentes para se atingirem determinados objectivos.

É um campo de contactos, em que funciona mais a agenda e as ligações pessoais. E um grande conhecimento do que passa em diversos sectores.

Há quem diga que Public Affairs é apenas uma expressão bonita para disfarçar a palavra Lobby, porque em Portugal são ilegais. Estou-me marimbando para os nomes, mas acho que todas as actividades devem ser transparentes. Public Affairs é um prolongamento do trabalho de comunicação, porque as agências de comunicação vendem influência.

Sem comentários:

Publicar um comentário