sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Estratégia de manipulação

Hoje de manhã em conversa com um cliente (eu também trabalho além de contribuir para a divulgação de outros players no Conselho em Comunicação e reforçar-lhes o perfil) ele fez-me reflectir sobre o que se passou ontem.

Segundo ele, está tudo dito sobre a estratégia de manipulação do Governo. Isto é, tudo podia acontecer ontem, crise política, bolsas a cair e Portugal metido no mesmo saco da Grécia, porém, na televisão pública a Grande Entrevista era com Abel faisal Xavier.

Eu, que gosto de teorias da conspiração, parei para reflectir. Até podia ser, mas apenas com um senão: não estou a ver a Judite de Sousa contribuir para essa manipulação.

Dizem-me que hoje o Sol é avassalador para essa estratégia de comunicação. Já comprei mas ainda não tive tempo de ler, mas tenho a certeza que houve desde o início, e bem, uma estratégia do Governo para a Comunicação Social.

Mas é bem verdade que no fim de ciclos governativos, os executivos tendem a perder o controlo e a relaxar no cuidado com os media. Esse é um sinal actual.

PS: Agora não poderei escrever mais hoje, porque depois de um protocolo acabado de assinar de manhã, às 16 horas entra mais um cliente na Special One. É o sétimo (e não tenho nenhum pro-bono). Para seis meses de trabalho não é mau. De vez em quando, também trabalho. Porque me alimento dele e também do meu perfil. Que é alto e não é baixo.

PS2: Como é o último post desta semana, e sabendo o que irei fazer na próxima que será muito complicada em termos de tempo, apesar de eu não precisar de pensar 20 horas sobre um texto de dez linhas, vou tentar entre os dias 8 e 12 escrever cinco posts técnicos sobre diferentes áreas do Conselho em Comunicação. Será um exercício pedagógico com a certeza que não oferecerei livros nem farei passatempos. E mantenho muito gosto em almoçar com umas pessoas que estão a trabalhar bem e com boas conquistas na 2ª.

Sem comentários:

Publicar um comentário