quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

A trabalhar bem

Há várias empresas da área de Conselho em Comunicação que estão a trabalhar bem. Mas eu queria salientar (tenho falado noutras também) a Ban e a Guess What.

A Ban (Gavin Anderson) é liderada pelo meu amigo Armandino Geraldes. Que de forma discreta tem feito bem o seu trabalho. Quando saí da agência onde trabalhava, foi das pessoas com quem mais gostei de conversar. Não temos muito em comum em termos de personalidade, mas temos muito em comum no nosso relacionamento com os clientes. E o conceito é proximidade.

A Guess What de Jorge Azevedo e Renato Póvoas (JA e RP) está a crescer e também a trabalhar bem, com uma excelente aquisição que é a Sofia Alcobia que criou a PressDirecto (aliás até gostava que falassem com ela sobre a seriedade de algumas pessoas).

E não esqueço que tenho uma enorme dívida de gratidão com JA e RP. Não os conheço de parte nenhuma, nunca falei com eles e nem me conhecem sequer. No entanto, naquelas coisas em que a vida é pródiga e eu estou tão habituado a elas, não gostam muito de mim. Mas estou-lhes, curiosamente, eternamente grato.

É que no início da minha actividade neste sector, JA e RP, organizaram um passatempo mordaz, ganho pela Flávia, em que davam um livro a quem descobrisse quem era certa personagem. Houve três respostas: Luis Paixão Martins, António Cunha Vaz e Rui Calafate.

Além do meu nome ter dado um livro à Flávia, fico sempre satisfeito por me colocarem no Olimpo da Comunicação em Portugal. Quem me conhece sabe que adorei a referência, pois sempre disse que «estou no lago dos tubarões e não sou peixinho».

Este post serve para realçar o trabalho das duas agências e para reforço de perfil de JA e RP que são pouco conhecidos. É uma forma de genuinamente lhes agradecer o reforço do meu perfil naquela altura.

Sem comentários:

Publicar um comentário