quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Mais ratoeira e "gatoeira"

Hoje já fui contactado por algumas pessoas para saber qual seria então a fusão (?)/casamento que iria anunciar.

Mas por motivo de falta de tempo só vou poder escrever amanhã, até porque serão vários posts: três ou quatro e hoje está complicado.

Tenho reparado, fora desse tema, que sempre que escrevo qualquer coisa há sempre uma reacção. No mundo há, e respeita-se, os que só sabem reagir e habitualmente a medo. São os que não têm nada para dizer e têm rabos de palha até às origens genéticas.
Até porque uns são gatos e outros são ratos. É a sequência ontem da ratoeira e da "gatoeira".

Os gatos vivem, os ratos sobrevivem.
Os gatos têm personalidade forte, os ratos personalidade doentia.
Os gatos são vencedores, os ratos mais cedo ou mais tarde são derrotados.

PS: Na sexta-feira, já combinei com o Telmo Carrapa, comentaremos a figura da década da Comunicação escolhida pela Meios & Publicidade. Parece que teremos visões opostas. para ver a opinião dele será aqui.

Sem comentários:

Publicar um comentário