sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Spinning com casamentos gay

Depois do que vejo hoje, fica provado que para alguns políticos os temas fracturantes são usados como manobras de spinning para disfarçar momentos de aperto.
Capa do Público: «Câmara Lisboa aceita casamentos gays no Santo António».
Agora vamos a factos.
O tema do momento em Lisboa é o Red Bull Air Race, que se revelou como um enorme problema para António Costa que não conseguiu perceber nem resolver a trapalhada em que se envolveu.
Como aqui escrevi, Costa traz o evento para Lisboa por 3,5 milhões de euros quando em Gaia e no Porto custou 800 mil euros.
1. Na última reunião de câmara, por proposta sua, os termos do acordo foram assim apresentados como relatei. A vice, Helena Roseta, saiu da sala incomodada com os termos da proposta e a reunião foi interrompida duas vezes.
2. Se António Costa dissesse que o problema não era seu, mas do Turismo de Lisboa, havia novo problema: é que António Costa também é o Presidente do Turismo de Lisboa.
3. Pedro Santana Lopes com o notável "killer-instinct" de sempre arrasou a presidência e a sua preparação numa conferência de imprensa que teve todo o eco, causando uma enorme turbulência numa gestão camarária que, recorde-se, tem maioria absoluta mas que provavelmente não contava com uma oposição que faz e irá fazer oposição com conhecimento dos dossiers e boas propostas para Lisboa.
4. Agora pensem numa coisa: já imaginaram se fosse PSL a apresentar esta proposta que contrariasse tudo o que prometeu antes, fosse obrigado a retirá-la provando que estava mal formulada e mal preparada, o que seria?
Daí que isto dos casamentos gays no Santo António dê muito jeito. Já agora: pensaram também integrar os casamentos gays nas Noivas de Sto. António?

Sem comentários:

Publicar um comentário