quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Talento, esforço e internet

Ao ler a revista Comunicações, da APDC, para lá de muitos textos sobre o sector como é natural, deparei com um engraçado texto de um partner da Egon Zehnder.
Contava o que se passou numa aula da sua filha, em que a professora tentava explicar a relevância do método científico ao que a filha colocou o braço no ar e perguntou: «desculpe, mas não era mais fácil ir ao Google?».
E depois transcrevo com a devida vénia: «Este episódio conduz-me a um par de reflexões sobre o aparente facilitismo de encontrarmos a solução dos nossos problemas num qualquer motor de busca.Por um lado, sem talento - sem as pessoas certas nos lugares certos - não haveria actores para encontrar respostas eficazes para as nossas questões. Por outro lado, sem esforço não haveria forma de lá chegar. Entenderá Portugal que talento e esforço são componentes essenciais para a saída da crise?».
Acrescentava um ponto que costumo referir sobre algo que as pessoas se costumam esquecer: a internet dá informação não dá conhecimento.

Sem comentários:

Publicar um comentário