sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Nota sobre o Sporting

Diz-se que o Sporting é um clube em crise, com falta de dinheiro e com falta de resultados desportivos.

O meu clube vai entrar num processo eleitoral, acredito com mais de um candidato, algo que fará lembrar as eleições dos tempos antigos de Jorge Gonçalves e Sousa Cintra - quando apareceu com dois telefones na capa da Bola apelidado de Rei das Águas.

É isso que quero fazer notar. O Sporting tem muita gente boa, mas não sei se bons candidatos. Um dos melhores candidatos ninguém fala, nem sei se quer ser, mas mandei-lhe hoje uma mensagem para ver como estavam os seus pensamentos.

O Sporting continua a ser um clube sexy e atraente, com uma enorme força e vitalidade e com enorme mediatismo. Logo, muitos querem aparecer. Dou nota também, pois têm-me ligado sobre isso, que a vaga de fundo de que alguns jornais falam sobre Rogério Alves, está a ser contrariada com uma forte vaga de fundo contra Rogério Alves.

Chamo a atenção para o Movimento Sporting Sempre, jovens quadros desalinhados de qualquer poder, que amam o seu clube e que se está a formar. O Sporting precisa de ser Sporting e não uma entidade tutelada por não-sócios.

O Sporting não precisa de grandes banqueiros na sua liderança, precisa de um grande Presidente que pela sua força negociará naturalmente com a banca ecom os diversos parceiros e patrocinadores.

O Sporting precisa de um presidente com vigor, que construa uma boa equipa e que consiga voltar a encher os estádios. O Sporting não precisa de oportunistas nem de aventureiros.

Sem comentários:

Publicar um comentário