quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O novo projecto de Rangel

Ainda ontem me perguntavam ao almoço se o projecto de Emídio Rangel seria viável face à conjuntura difícil que atravessamos e ainda faltava, na altura, a deliberação da ERC para a viabilização da rádio que pretendia.

Respondi que os momentos são difíceis, mas desconhecia a estrutura accionista e o capital que vão suportar os projectos de Rangel para a rádio, um semanário e uma televisão. Continuo a desconhecer, mas há algo que tenho presente.

1- Pelo que tem sido anunciado, o grupo de Rangel vai conseguir 100 novos empregos na área da comunicação social, num momento em que as redacções são cada vez mais curtas. E isso é positivo.

2- Pelo seu historial, Emídio Rangel garante um selo de qualidade aos projectos que habitualmente desenvolve. E isso é bom sinal.

Emídio Rangel esteve na fundação da TSF, na SIC e foi o visionário que apostou na SIC-Notícias que é hoje na Europa um dos únicos canais (juntamente com a Roménia) de informação líderes no cabo.

Não sei quem será a sua equipa, mas será sempre um projecto dele próprio e penso que poderá ser importante para o universo mediático português, por isso só posso saudar Emídio Rangel, que será sempre um dos nomes para a história da comunicação social portuguesa, por esta arrojada aposta.

Sem comentários:

Publicar um comentário