terça-feira, 12 de junho de 2012

Como a política provoca uma crise conjugal ou vice-versa

«Esperava crises governamentais, mas não crises conjugais, é alucinante», diz um conselheiro do actual presidente francês. François Hollande decidiu apoiar a ex-mulher, Ségolène Royal, mas a sua actual mulher que tanto o apoiou, moldou e mudou, odeia-a e por isso decidiu apoiar o rival. Uma crise que abre telejornais em França e faz destaque na imprensa, que pode ler por aqui. Ciúmes também fazem parte da política.

Sem comentários:

Publicar um comentário