quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Agências de comunicação no Sporting

É salutar que numa campanha tão importante como é a do Sporting estejam envolvidas agências de comunicação. Para já, a Fonte (do universo LPM) e a Cunha Vaz & Associados.

Acredito será uma boa luta e espero que bem jogada, como eu gostaria de ver o Sporting jogar dentro das quatro linhas.

Do lado da Fonte, Alda Telles, profissional de créditos firmados e o Nuno Maia que foi jornalista desporivo e depois com passagem pela comunicação política. Do outro lado, o António Cunha Vaz, que dispensa apresentações e provavelmente o Miguel Morgado, excelente relações públicas, com boas experiências na comunicação e grande sportinguista.

Braz da Silva arrancou muito bem, marcando o terreno de maneira a eliminar o máximo de adversários possíveis, dando-se a conhecer e com perfil capaz de romper com tempos recentes. Confesso que não gostei da entrevista da TVI e precisa de melhorar o seu discurso.

Godinho Lopes conhece bem a realidade do clube, mas é um homem discreto, pouco galvanizador, e segue uma linha de continuidade. Vamos ver as suas primeiras intervenções. Mas mantenho a convicção que ambos necessitam de intenso trabalho de comunicação.

Sem comentários:

Publicar um comentário