sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Consequências para os prémios Reputação da APECOM

Através do Facebook do Carlos José Teixeira, Luís Paixão Martins pede a minha explicação sobre os ridículos prémios e que estão a ser motivo de gozo mesmo em empresas que foram nomeadas e ganharam os tais Reputação da APECOM.

«Oh Rui, explique-me a mim, que estou distante do "sector", como é que os associados da Apecom "comem" isto. Gostava de perceber» Luís Paixão Martins.

Como já tinha dito estes prémios são um consolo para a parolice nacional que é a de nas propostas de New Business de algumas empresas a primeira página das mesmas ser dedicada aos prémios já conquistados. Assim, alguns vão enriquecer essas primeiras páginas.

Depois, a APECOM tem 35 empresas, aos prémios concorreram também empresas com projectos próprios e outras agências que não estão na APECOM, foram 16 no total. Significa que nem metade da APECOM levou a sério os projectos desta direcção e decidiu não concorrer. Algo a salientar numa liderança.

Depois, ainda, disfarçaram mal a ideia de se promoverem pois nenhum trabalho de consultores é salientado. Na lista estão as agências e as empresas para quem o trabalho foi efectuado. Então e a tal intenção de premiar os consultores de comunicação? Onde é que eles estavam?

Quanto à pergunta directa que me faz o Lpm: eu interesso-me imenso pelo sector, mas ainda estou mais distante do que ele pois não faço parte de nenhuma associação do sector. Logo, não conheço bem o que faz um associado da APECOM dentro da APECOM.

Tenho a certeza é que na APECOM os desafios positivos e construtivos que eu lancei para o sector não devem interessar muito, porque não dão prémios. Pelo que me dizem nas reuniões da APECOM discute-se a Briefing, a LPM, o Lpm e provavelmente na próxima reunião o Spin Doutor. Legítimo, mas muito pobre para uma associação de algumas empresas do sector.

As consequências destes ridículos prémios Reputação se tudo fosse normal era algumas saídas de empresas da APECOM, demonstrando descontentamento pelo actual estado de coisas na APECOM que se tem tornado na coutada de poucos e com muito pouco de positivo para o sector (?).

Também estranho que pessoas que considero, entre outras o António Cunha Vaz, a Paula Gustavo, a Susana Monteiro, o Pedro Reis, o Tiago Franco, o Elgar Rosa ainda se encontrarem por lá. Mas, de facto, é deprimente e até dá vontade de rir a Reputação destes Prémios.

Sem comentários:

Publicar um comentário