sexta-feira, 18 de maio de 2012

O Álvaro reconheceu dificuldades e fica-lhe bem

O ministro Álvaro Santos Pereira decidiu jantar com uns bloguers. Movimento normal, e até de louvar, pois é importante o contacto com quem faz opinião nas redes sociais, hoje, se calhar, tão importantes na gestão de reputação, como os media tradicionais.

Conta o Alex neste post, que o ministro falou de parte do trabalho que tem desenvolvido mas teve a humildade de lhes perguntar por que é que a mensagem não passava. Pois eu vou explicar e dar uma solução em aberto.

1- Foram erros sucessivos no começo do Governo e a percepção pública que o ministro não conhece bem Portugal e é fraco. Quando comparado com o ministro das Finanças, por exemplo. Estes dois ministros são vitais no momento que Portugal atravessa. Gaspar apareceu amparado, o Álvaro desamparado.

2- Provavelmente tem de ouvir mais opiniões de quem é especialista em comunicação. Vou dar um exemplo, e de borla. Ao contrário do que lhe sugerem, mal, de, por vezes, sair de cena para o proteger, é nos momentos difíceis que um ministro tem de aparecer. No dia em que a taxa de desemprego atinge mais de 14 por cento, tem de aparecer publicamente, no controlo da situação, a dizer que está a envidar todos os esforços nesse combate e apresentando uma medida concreta.

3- Como solução, não sei se gosta de futebol pois esteve muito tempo fora de Portugal, mas apareceu na final da Taça Lucílio Baptista (não sei se o ministro percebe esta ironia). Os clubes portugueses, quando algo corre mal, usam uma coisa chamada chicotada psicológica. Tivesse perguntado isso a alguns desses bloguers e era capaz de chegar à solução...que fica em aberto.

Sem comentários:

Publicar um comentário