sexta-feira, 2 de julho de 2010

«O senhor que se segue»

Há quem não goste do arquitecto Saraiva, mas verdade seja dita sabe ler a atmosfera que paira no ar.

No seu editorial de hoje, vemos uma foto de Pedro Passos Coelho e o título: «o senhor que se segue».

E cria na sua escrita de traço simples e incisiva um poderoso soundbyte: «só se dispensa um Primeiro-Ministro (ou um namorado) quando se arranja outro melhor».

E fala que Pedro Passos tem de se dar a conhecer melhor, nomeadamente as suas opiniões sobre diversas àreas da governação. Sei que ele prepara essa intervenção com uma visão mais ampla dos diversos problemas e opções para Portugal.

PS: No mesmo Sol, José António Lima critica a perpetuação de Queiroz como seleccionador, dizendo que se prepara para ser o Domenech português. Aqui discordo; o francês é maluco e incompetente como seleccionador, Queiroz é apenas incompetente.

Sem comentários:

Publicar um comentário